O mítico G-Drive

O Google nos fornece, diariamente, vários serviços de armazenamento. Seja na forma de e-mails, anexos (quem nunca se enviou um arquivo?), fotos, documentos de texto, apresentações e planilhas. Era natural que o mundo questionasse quando o Google lançaria um serviço capaz de armazenar qualquer tipo de arquivo. Esse serviço, seria o G-Drive.

Os primeiros boatos datam de Setembro de 2005 e baseavam-se apenas em domínios registrados sob o nome do Google. Mas, foi em 02 de Março de 2006 que os comentários de uma apresentação dada pela empresa foram suficientes para provar que o Google tinha, realmente, intenção de armazenar todos os nossos arquivos. Nos comentários estava escrito:

A experiência deveria ser, realmente, instantânea

Com armazenamento infinito, [o Google] seria capaz de armazenar todos os arquivos do usuário, incluindo e-mails, histórico de navegação, imagens, favoritos, etc e torná-los acessíveis de qualquer lugar (dispositivo, plataforma, etc).

Na época, a euforia foi instantânea e todos imaginavam que, em um futuro próximo, a empresa lançaria um serviço de armazenamento na Nuvem.

Em Julho de 2006, uma página associada ao serviço foi descoberta e trouxe consigo o codinome do projeto. Internamente, o G-Drive era conhecido como Platypus (ornitorrinco em português).

Ornitorrinco de pelúcia

4 meses depois, algumas pessoas conseguiram acesso ao cliente usado internamente.

Interface do Platypus

Mas então, nada aconteceu. Anos se passaram e nada que se assemelhasse ao mítico serviço veio à tona. Outras empresas fizeram suas tentativas no inexplorado mercado de armazenamento de arquivos na nuvem, dos quais, o Dropbox é, na minha opinião, um dos mais bem sucedidos.

Tudo corria bem para o Dropbox e seus amigos até essa semana, quando o Google anunciou que o Docs seria capaz de armazenar qualquer arquivo do seu computador:

Estamos felizes em anunciar que, nas próximas semanas, estaremos liberando a possibilidade de fazer upload, armazenar e organizar qualquer tipo de arquivo no Google Docs.

Quando eu vi isso, achei que seriam necessários algumas (várias) semanas mas, por incrível que pareça, já está disponível. Quando acessei a página do Docs hoje, a seguinte mensagem estava escrita no canto superior esquerdo da minha tela:

Mensagem do Google Docs
Clique na imagem para ampliar

A interface de upload é simples e intuitiva, é possível selecionar vários arquivos e enviá-los de uma vez.

Enviando arquivos
Clique na imagem para ampliar

Uma vez que o upload é feito, os novos arquivos ficam disponíveis na área principal do site.

Área principal do site
Clique na imagem para ampliar

Clicando em uma imagem, é possível visualizá-la e acredito que a visualização extenda-se a arquivos .pdf (já que sua visualização encontra-se disponível no Gmail).

Área principal do site
Clique na imagem para ampliar

Para finalizar, enviei um arquivo .rar e, ao clicar nele, obtive uma tela em que é possível fazer o download do mesmo. Uma boa adição seria mostrar quais arquivos encontram-se compactados.

Arquivo sem visualização
Clique na imagem para ampliar

Tudo seria fantástico, não fosse o pouco espaço gratuito disponível inicialmente (1Gb). Felizmente, existe a opção de comprar mais espaço pagando-se US$ 0,25 por ano por Gigabyte extra.
Segundo o Rodrigo Ghedin do Meiobit

Agora é esperar que alguém desenvolva um aplicativo tão bom quanto o Dropbox por si só é, só que funcionando com o Google Docs.

Ou que o Platypus seja liberado!

Nenhuma resposta to “O mítico G-Drive”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: